Total de visualizações de página

domingo, 31 de julho de 2011

Silêncio.

Silêncio,
eis a tarefa de todos os gatos.
Poucos sabem perscrutar
(Talvez ninguém em plenitude),
o grau de solidão necessária
ao saber-se auto suficiente
para ser felino e doméstico
em sua tarefa de monge
guardião do inexplicável
em quem o homem não percebe
a metafísica natural.
Recolhimento,
saber sensual
e aceitação.

Arthur da Távola.

O início do fim.

O início do fim.

Sem o início, não haveria fim.
Muitas vezes o fim
é um grande início.
Sim, querida.
Faça varredura na lida.
Vasculhe as teias de aranha.
Cure as feridas da vida.
Desvista-se
daquelas cicatrizes tamanhas,
que causam maiores danos.
Separações, perdas, desenganos...
Faça dormir as amarguras
das noites insones,
escuras.
Agora que as paixões
já não enterraram suas raízes,
na terra "carmim" do teu coração.
O amor não é mais
que febril delírio.
Solta as amarras.
Liberta-se das asas aparadas.
Grita tuas ânsias caladas.
Teus dilemas serão vencidos.
Empunha teus poemas,
teus escritos e publica,
no teu próprio livro.
Nunca se enterre
em pedras sobre pedras.
Fênix não fez isso,
ressurgiu das cinzas,
com sangue, cigana.
Com olhos de águia,
visando
o cume da montanha.
Dê a volta por cima!
E isso, é só o início.

Stella*star*

Expectativas inalteradas.

Expectativas inalteradas.

Pessoas mecanizadas
denunciando-se:
- Só acumulam problemas.
Vivem presas.
Fervem.
Soltam fumaça.
Chovem em pistas molhadas.
Escorregam bastante
e perdem a calma.
Sem noção, sem esperanças,
nem se esforçam por amenizar
suas próprias dores.
Sentem-se menores
e entristecem.
Viram-se contra o mundo
e acreditam que todos
devam viver e agir como elas.
Comportam-se
como vítimas da vida
e atropelam o mundo.
Estão na lona.
A situação só não é pior,
porque ainda existem alguns mistérios
a serem desvendados dentro delas.
Mensagens ternas,
vindas de corações cristalinos,
só as aborrecem.
Que viagem !!!
Apostam suas fichas na maldade.
Sempre perdem.
Que via crucis dolorosa.
São como rios lentos
preguiçosos,
poluindo suas próprias águas
e desejam poluir
ao mesmo tempo
seus afluentes.
Jogam pragas, atiram pedras.
Gente tão mal acabada.
Línguas de trapo.

Tão afiadas.
Rápidas em concordarem
com aqueles que não deram certo.
Nem sabem como cuidar
da saúde da pròpria alma.
Cultura ou religião,
por exemplo,
jamais saberão lhes dizer
que maturidade, serenidade,
amizade pra valer,
são possíveis de serem
conquistadas.
Pesadelos sempre os acompanham.
Só ciúme, só inveja.
Perdão,
é uma palavra,
que simplesmente, desconhecem.
Infelizmente, não consta
em seus dicionários.
O que que acontece?
Atacam pra se defender.
Não se permitem pensar
na possibilidade de uma recuperação,
de uma cura.
Intolerantes.
Imponderáveis.
Nunca têm dentro de si
uma meta positiva.
Vivem ilhadas, não se aquecem.
Estão sempre olhando pra trás.
Coerências passam reto.
Temperaturas interiores
muito baixas,
meu Deus,
não podem ser normais.
Pelo jeito, ainda pensam
que largam na frente.
Um conjunto de raridades
que em vez de darem-se as mãos
dão nós em suas próprias mãos.
Se quebram tão fàcilmente.
Na sequência,
atacam pra se defender.
E ainda se surpreendem
constantemente,
juntando seus próprios cacos.
Trancam-se.
Apontam.
Não se ultrapassam.
Semblantes com expressões
permanentes de súplicas,
não fazem idéia
de como abrir as asas de verdade.
Como deve ser ruím
estar literalmente
doente por dentro
e em estado grave.
De resto...
Que bons anjos concedam-lhes,
a chave de algum hospital
e reservem-lhes um cantinho
em alguma nuvem no céu.

Cecília Fidelli

sábado, 30 de julho de 2011

Artes e Entretenimento

ARTES E ENTRETENIMENTO

NOVO SISTEMA
é o nome fantasia
para a ação entre amigos,
que como eu e você,
são apaixonados
por histórias em quadrinhos.
Nossa proposta
é a produção
de quadrinhos independentes
e de qualidade.

Novo Sistema.

PUBLICAÇÕES em andamento:
HOMEM-CAMALEÃO
ÁTOMO
HOMEM-MUTANTE
WAR ZONE
HOMEM-CAVEIRA

Links
BLOG DO HOMEM-CAMALEÃO
http://homemcamaleao.blogspot.com/

BLOG DA COMICSTATION
http://comicstationfatorrhq.blogspot.com/

Contato:
RICCELLE SULLIVAN SUÁD
2ª Travessa da Rua nova, nº52.
Camboa.
Cep 65020-401 - São Luís/MA
Ou pelo e-mail: lynx_2811@hotmail.com

HQs digitais para download de Diversos Artistas.
Participem e deixem seu comentário.


sexta-feira, 29 de julho de 2011

Surto materialista.

O que estou pensando agora?

Gostaria de ter na bolsa,
umas 30.000 notas de R$ 1,00.
Acho que não estou muito romântica.
Só não faço uma promessa,
pra não contrair mais um dívida.
Sem grana, a gente realmente, dança.


Cecília Fidelli.

Otimismo

Otimismo.

Podemos planejar,
não decidir
como será cada amanhecer.
A vida é mesmo cheia de surpresas.
Ninguém precisa pagar pra ver.
Podemos viver todos os dias,
intensamente.
Separar tudo o que é bom
do que é ruím,
pra não errarmos muito.
Não podemos viver
só do que se gosta.
Nessa soma
de belezas e incertezas,
a evidência: Escolhermos,
entre navegarmos contra
ou a favor do vento.
A vida não está contra ninguém.
Podemos adormecer sob estrelas
mesmo em noites negras.
Vai fazer toda diferença.
Sonhos e conquistas
até descobrirmos
como desfrutar corretamente
do fato de simplesmente,
respirarmos.
Amar, mesmo com lágrimas no olhar.
Recuar às inclinações de lamentos,
pra não perdermos o sono.
Não podemos ficar parados
na estrada da vida.
Vamos nessa?
Não estamos no mundo de férias.
Mas... as "férias" podem acabar.
Eu já vou indo.
Mas eu volto.
Vou absorver outros momentos
com o coração preparado.
As experiências avançam.
Circunstantes,
inevitáveis,
longas.
O melhor negócio
é segurar nas mãos delas.
Pilotamos nossas vidas
mas não damos as ordens.

Não ditamos as regras.
Entretanto, podemos ter a nave
sob controle.
Pronto.
Dei meu recado.
Vai, pega.

Cecília Fidelli.

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Literatura na Cachola.

Love S.A. apresenta
Literatura na Cachola

Música com Wanderson Oliveira;
Mesa de debate sobre O que é a Literatura e sobre Produção Literária com kaio Bruno, Burjack e Diego El Khouri;
Sarau com escritores e artistas;

Sexta, dia 29 de Julho
Local: MAIS UM espaço - Casa das Artes, segundo andar
Av Anhanguera esq Rua R1, nr 7050, St Oeste
Próximo ao Lago das Rosas
20 horas
Entrada Free
Apoio Letra Livre GO - letralivrego.blogspot.com

Cultura Ativa

Cultura Ativa.

Acontece
neste sábado e domingo,
30 e 31 de Julho,
o Projeto
EmCena Brasil - Circuíto Paulista,
que contará
com Oficina de Confecção de Bonecos,
Espetáculo para Crianças,
Show Musical do Duo Toca Brasil,
Sessão de Curtas Metragens,
Teatro, Espetáculos para Adultos,
Oficina de Confecção de Fantoches,
Contação de Histórias,
Apresentação
de um Convidado Local e Circo.

O evento terá inicio às 15h.
Compareça.
Venha prestigiar

um evento de muita cultura!
Local: Praça Narciso de Andrade
Centro - Itanhaém - SP.

Intervenções?

Intervenções?

Época de caminhos estreitos.
Testes de resistências.
Nunca nos sentimos prontos.
Nunca sabemos o que podemos fazer.

Nos perguntamos,
o que é que está acontecendo?
Tememos isso e aquilo,
estamos quase sem chances.

Balas perdidas.
Onde nos esconder
de modo que ninguém nos encontre?
Alguém nos ajude.

Alguém diga,
eu vou tirar vocês daí.
Para segurança do corpo,
para a paz da alma.

Mas ainda existem outros testes.
Enquanto isso
vamos descobrindo um jeito
de se dar uma passo a frente.

Cecília Fidelli.


segunda-feira, 25 de julho de 2011

25 de Julho - Dia do Escritor.

25 de Julho - Dia do Escritor.

Aquele...
que vira a cabeça da gente
de ponta cabeça.
É dia de festa!
Alguns,
são chamados de loucos.
E são mesmo meio loucos,
como poucos.
E ao escritor autêntico,
nem existem comparações.
São resultados de si mesmos.
Escritores,
podem ocasionar
verdadeiras transformações.
Eles se reúnem
em nossas imaginações.
Bela concentração!
Fazem-nos refletir
em mergulhos incríveis.
Enxergam longe,
sentem por antecipação.
Quando me pego carente,
por exemplo,
passo logo a mão
em um bom livro
e nos contrabalançamos
um com o outro.
Escritores, Escritoras,
me atraem,
me levam à Marte.
Geralmente se encerram em mim,
cristalizando algo,
principalmente,
em histórias:
- sonhos, realidades, ilusões.
A arte de escrever
é uma arte que traça,
marca.
Por isso marco essa data.
Porque as palavras encantam,
quando são encantadoras.
Amadurecem,
quando não são tolas,
e até entristecem,
quando são melancólicas.
Mas,
não importa a forma de escrever,
invariàvelmente,
enriquecem.
Importa que hoje é dia do escritor.
E que pra gente,
aqui, é dia de festa!

Cecília Fidelli

quinta-feira, 21 de julho de 2011

A morte.

A morte.

A dor é inevitável,
mas o sofrimento é opcional.
A eternindade é o consolo.

Quem crê na vida
depois da vida
  a valoriza espiritualmente
não materialmente.
Quem chora sem cessar
pelos que se foram,
não crê na perfeição
e na bondade de Deus.
Fé, compreensão
e exaltação aos que ainda
estão ao nosso lado.
Porque sabemos
que a qualquer momento
vamos nos distanciar também.
Não deixe os amores
presentes fisicamente
pra depois.
Preces aos que se foram
ressoam nos céus do amor.

Cecília Fidelli.

Queixa

Queixa.

Quando alguém perde a delicadeza,
a amizade e a simpatia,
já não se sustentam mais.
Às decepções usuais da vida,
aquelas certas tristezas.
Quando a regeneração
nem pede socorro,
a compaixão dura pouco.
Ninguem é perfeito
E há quem seja capaz
de acabar
com o que há de mais poético,
no lado esquerdo do peito.
Aos rápidos ríspidos
os braços,
simplesmente se fecham.

Cecilia Fidelli.

terça-feira, 19 de julho de 2011

20 de Julho - Dia do Amigo

FELIZ DIA DO AMIGO ! 

O Dia do Amigo, celebrado a 20 de julho, foi primeiramente adotado em Buenos Aires, na Argentina, com o Decreto nº 235/79, sendo que foi gradualmente adotado em outras partes do mundo.
A data foi criada pelo argentino Enrique Ernesto Febbraro. 

Com a chegada do homem à lua, em 20 de julho de 1969, ele enviou cerca de quatro mil cartas para diversos países e idiomas com o intuito de instituir o Dia do Amigo. Febbraro considerava a chegada do homem a lua "um feito que demonstra que se o homem se unir com seus semelhantes, não há objetivos impossíveis". 

Aos poucos a data foi sendo adotada em outros países e hoje, em quase todo o mundo, o dia 20 de julho é o Dia do Amigo, é quando as pessoas trocam presentes, se abraçam e declaram sua amizade umas as outras, na teoria.

No Brasil, apesar de não ser regulamentada por lei, o dia do amigo é comemorado popularmente em 18 de abril. 

No entanto, o país também vem adotando a data internacional, 20 de julho, sendo inclusive instituída oficialmente em alguns estados e municípios. 

 A você, um Feliz Dia do Amigo! 

 Com o carinho da minha amizade. 

Cárdio Poema

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Perder a Vida.

Perder a vida.

Em um largo rio, de difícil travessia,
havia um barqueiro
que atravessava as pessoas
de um lado para outro.
Em uma das viagens,
iam um advogado
e uma professora.
Como quem gosta de falar muito,
o advogado pergunta ao barqueiro:
Companheiro, você entende de leis?
Não – Responde o barqueiro.
E o advogado compadecido:
É pena, você perdeu metade da vida!
A professora, muito social,
entra na conversa:
­-Seu barqueiro, sabe ler e escrever?
Também não – Responde o remador.
Que pena! – Diz a mestra!
– Você perdeu metade da vida!
Nisso chega uma onda
muito grande e vira o barco.
O canoeiro preocupado, pergunta:
Vocês sabem nadar?
Não! – Respondem eles ràpidamente.
Então é uma pena – Diz o barqueiro.
– Vocês perderam toda a sua vida!

Conclusão:

"Não há saber mais
ou saber menos: Há saberes diferentes!"
Pense nisso e valorize todas as pessoas.
Com cada uma delas,
temos sempre algo a aprender.

- Desconheço a autoria -

18 de Julho - Dia do Trovador

Che Guevara.

"Os poderosos
podem matar uma,
duas ou três rosas,
mas jamais conseguirão
deter a primavera inteira."

Che Guevara

domingo, 17 de julho de 2011

OBSTÁCULOS NO ASSOCIATIVISMO.

OBSTÁCULOS NO ASSOCIATIVISMO.


Empreitadas associativas exigem em demasia dos ativistas engajados no processo de levar a literatura adiante. Necessita-se de muita disponibilidade de tempo e dinheiro. Tudo tem custo alto e se lida com pessoas raramente predispostas ao trabalho. A maioria pretende preencher o ócio na aposentadoria, ou, se ainda pertencente à força de trabalho, o vazio ocorrente nas horas de lazer. Para vencer a baixa auto-estima, alguns necessitam que se lhes alimente o ego com loas e ladainhas sobre o pretenso valor pessoal. Em intermináveis reuniões, muita conversa e poucas ações práticas decorrentes. E haja muito cuidado por parte do dirigente societário para que não venha a destacar em demasia alguém que eventualmente se salienta no grupo. Este se tornará desafeto para os líderes da mediocridade e o dirigente obterá severas restrições. Quando esse é o clima, os projetos não decolam e a literatura mirra, devido à animosidade entre as corriolas da inveja. Os talentosos e criativos se afastam. Em regra, as abelhas-obreiras contam-se nos dedos. E o movimento literário perde sua possível potência e força representativa juntos aos governos, aos poderosos do capital e aos opressores de plantão. A esses sempre interessa que sejamos impotentes. Somos agentes idealistas baseados no altruísmo e cabem a nós os primeiros passos das mudanças para o bem da sociedade. Aos obstaculizadores não interessam mudanças, porque perdem privilégios...

JOAQUIM MONCKS.
Artigo do livro:
–  TIDOS & HAVIDOS, 2011.
http://www.recantodasletras.com.br/tutoriais/3090598

Cartão Poético

Fala sério.

Fala sério.

Nossas vidas
por serem tão iguais,
se diferem.
Mistérios
que parecem
não ter critérios.
Lágrimas e sorrisos
nos velam.

Cecília Fidelli.

Alternativa.

Alternativa.

Quando o amor
chega ao final da colheita...
É preciso pagar caro
pela semente
que havia sido plantada
mas não germinou.
Dois corações afetados.
Duas almas em pedaços,
até que venha nova safra.
Amar depende de bom clima.
Não de geadas íntimas.
É quando é preciso
procurar novos aromas,
em novos pomares.
Toneladas de afetos
dispersos.
Um novo amor,
pra substituir o antigo.
Quem sabe tem um aí,
bem perto
e dá pra vida
voltar a ficar doce?

Ci Maneski.

sábado, 16 de julho de 2011

Um mundo que deu certo.

UM MUNDO QUE DEU CERTO.

Faça do seu mundo,
um mundo que deu certo.
Não transforma em deserto
a tua falta de atitude.
Use suas idéias,
nessa platéia de pensamentos
que aplaudem
e que se salvem todas as andorinhas.
E que assim tudo continue,
porque o fim apenas nos ilude.
Pois, existirá sempre,
um novo começo pra tudo ...

Paulo Roberto Roos.
- Homenino poeta -

Balada Poética.

Balada Poética.

Esta noite, um bom jantar!
Música ao vivo e dançar!
Nove, dez e meia, meia noite.
Ficar assim,
sem se perguntar por quanto tempo?
Casa superlotada e poesia no ar.
Casais que fazem parte
dessa realidade supérflua, envolvente.
Um passinho, dois passinhos.
Dois pra lá, dois pra cá.
Frequentadores assíduos da fantasia
de conquistar, intensamente.
Se extender.
Programa classe A.
Não há como resistir.
Na atmosfera, descontração e sedução.
Cada um com seu par
com sua maneira de fazer carinhos,
sem dissimular.
Vários ritmos.
Várias pegadas.
Muitos românticos profissionais.
Por alguns,
não tem como não se impressionar.
Tiradas, que ninguém esperava.
Por outros...
não tem como não se apaixonar.
Através dos olhares,
verdadeiras ultrasonografias.
Pra avaliar o coração
e verificar como o amor
está evoluindo
e no que pode melhorar ainda mais.
Expectativas.
Algumas expectativas são duvidosas.
Mas, faz bem à saúde e deve ser praticado
num número muito maior de vezes.
Sem medo.
Um dado importante, sobretudo,
nesses casos específicos são os detalhes.
Não têm riscos.

Nem pra um, nem pro outro.
É inverno, é tranquilo.
É tempo de momentos especiais.
Aproveitar os abraços,

super aconchegantes
e conversas diferentes,
sem as dramaturgias do dia-a-dia.
Tudo isso às vezes vale a pena,
até em pról de nada.
Degustar as prioridades da vida,
que não são aquelas delivery's,
mas, as captações das magias.
As que vem nos encontrar.

Ci Maneski.

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Casamento Perfeito.

Casamento perfeito.


Quero a franquia de um cantinho,
cheio de freiras e criancinhas.
Um lugar, onde não hajam vilões,
onde não hajam vilãs.
Quero alguém que assuma o leme
de um barquinho colorido,
onde caibam também
minha bicicleta e o meu violão.
Meu companheiro constante.
Quero plainar os olhos nas nuvens,
e receber muita luz
através de poemas telepáticos
muito, muito suaves.
Se quiser entrar na minha lista,
basta ser natural,
com seus altos e baixos,
e um mínimo de segurança,
para eufóricos banhos de mar
e banhos de cachoeiras.
Se quiser entrar na minha lista,
basta ser sensível o bastante
para o mimo de olhar.

Cecília Fidelli

Cabelos Brancos.

Cabelos brancos.

Meninas crescem,
viram mulheres.
Amadurecem.
Envelhecem.
Meninos crescem.
Viram homens.
Amadurecem.
Também envelhecem.
Aos velhos é destinada
a consistência, a paciência.
Aos jovens,
a insistência, a perseverança.
Um belo dia somos capazes
de rever toda uma vida,
em um dia.
À cada episódio
uma interrogação,
uma resposta.
Negativa ou positiva,
projetos nunca morrem.
Alguns tornam-se fatos,
outros tornam-se fatos,
eternamente imaginários.
Mas, a engenhosidade
do pensamento
é uma fortaleza.
Mexem com sonhos.
Remexem ilusões.
em qualquer idade.
A qualquer tempo.
Imaginações, emoções,
existem sempre,
eternamente.
Sensibilizam.
A cartada final
é só o que já se tornou impossível.
Já a esperança,
aquela que nunca morre,
dispensa apresentações.
Saltos e Alvos.
Viver, sempre compensa.

Cecília Fidelli.

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Espiritual

- Amai-vos
uns aos outros
como Eu vos amei.
Infelizmente,
precisa e fièlmente,
incompreendida.

Cecilia Fidelli

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Ele. Sempre ele.

Céu azul da manhã.
Ar fresquinho.
Cheirinho de cafèzinho.
Sinais de um belo dia!
Ele me olha silenciosamente,
com aquele jeito ingênuo
no fundo dos olhos
num gesto compenetrado
infinitamente terno.
Um encanto
que me toca o coração.
Meu delírio.
E só se multiplica.
É de se perder os sentidos.
Está alí
reservado, disponível,
sempre sereno,
tranquilo,
despertando
até o arco-íris,
enraizado em doçura.

Penetra em meus versos.
Ele. Sempre ele.
O jasmim do meu jardim!


Cecília Fidelli.

13 de Julho - Dia do Rck!

Nacional ou Internacional:
- 13 de Julho - Dia do Rock!

terça-feira, 12 de julho de 2011

O poder da língua


. . . Certa vez, um homem tanto falou que seu vizinho era ladrão
que o vizinho acabou sendo preso
Algum tempo depois, descobriram que o rapaz era inocente,
ele foi solto, e, após muita humilhação resolveu processar
seu vizinho (o caluniador).
No tribunal, o caluniador disse ao juiz:
- Comentários não causam tanto mal... e o juiz respondeu:
- Escreva os comentários que você fez sobre ele num papel,
depois pique o papel e jogue os pedaços pelo caminho de casa
e amanhã volte para ouvir a sentença!
O homem obedeceu e voltou no dia seguinte, quando o juiz disse:
- Antes da sentença, terá que catar os pedaços de
que espalhou ontem!
- Não posso fazer isso, meritíssimo! - respondeu o homem -
o vento deve tê-los espalhados por tudo quanto é lugar
e já não sei onde estão!
Ao que o juiz respondeu:
- Da mesma maneira, um simples comentário que pode destruir
a honra de um homem, espalha-se a ponto de não podermos
consertar o mal causado; se não se pode falar bem de uma pessoa,
é melhor que não se diga nada!
Sejamos senhores de nossa língua, para não sermos
escravos de nossas palavras.
No mundo sempre existirão pessoas que vão te amar
pelo que você é, e outras que vão te odiar pelo mesmo motivo.
Acostume-se.
Quem ama não vê defeitos... quem odeia,
não vê qualidades e, quem é amigo, vê as duas coisas!!!

- Desconheço a autoria -

Fase Branda.

domingo, 10 de julho de 2011

Desafios


Aquele frio na espinha,
aquelas vontades contidas,
aqueles arranhões na alma...
Ainda tenho em mim.

Sigo assim.
Percorrendo novos caminhos,
Aguardando respostas.
Meu coração ainda não virou rocha.

Sei que um dia,
a própria zanga que me incomoda,
vai se alterar pra melhor.

Escuros abismos,
vão dar lugar às estrelas.
Eu confio em Deus.

Cecília Fidelli.

Ataíde Lemos.

"No compasso
cada um segue seu passo.
Uns são guiados
pela razão.
Outros
deixam-se  conduzir pelo coração."


Ataíde Lemos.

Entre o céu e a terra.

sábado, 9 de julho de 2011

É interessante observar?

No mundo da lua.
Pensamentos perdidos
sob o olhar da noite.
Existe algo no espaço
que nos leva além.
Levitação da alma
vendo o mundo lá em baixo,
girando, passando,
surpreendentemente.
Qualquer dia
a gente volta das ilusões
pra desvendar essas mistérios.
Peço água
para os conflitos
que estão dentro de mim.
Não duvido mais das coisas
que engolimos
mas não conseguimos digerir.
Retrospetivas
estão fora de cogitação.
Estão fora do coração.
A única certeza é o que vemos,
tudo que ouvimos,
o que fazemos, o que dizemos.
Relatar o que temos assistido
são guinadas que desejamos,
mas, nem sempre acontecem.
Paradas cardíacas,
estranhamente,
podem acontecer
por nos aproximamos demais
de tudo o que se passa
a nossa volta.
Impressionantes, verdadeiras,
mas nos transformam.
Revoltam.
E não é pouca coisa, não.
Xô fundo de poço.
Existe luz no final do túnel.
Isto é,
se não continuar anoitecendo.

Cecília Fidelli.

Poesia e Amizade.

Poesia e Amizade.

Impossível silenciar inspirações.
Somos um depósito de emoções.
Pra dizer a verdade,
Nos ajudamos na Arte,
nos solidariezamos pela amizade...
Somos como irmãs.
Gerenciamos a noite, o dia...
Usamos o tempo acessando um sistema
poético/construtor imenso.
Não necessàriamente nessa ordem.
Faz todo sentido.
Sorrindo ou chorando,
fomos condenadas a nos rendermos
à essas motivações.

Cecília Fidelli e Marili Teresinha Vanso.

Como?

Partiu
e deixou um vazio único.
Rabiscou num cartãozinho:
- Eu te amo,
me ofertando essas flores.
Partiu,
e deixou um vazio único,
cheio de sorrisos.
Disse, eu te amo.
Só poeta de verdade,
sabe exatamente,
como deixar saudade!

Cecília Fidelli.

sexta-feira, 8 de julho de 2011

Pena que nem tudo é pra sempre.


Ainda bebo coca em barzinhos.
Ainda danço com o rosto colado.
Não me estresso com os anônimos.
Ainda aprendo com os contrários.
Vou ser sempre Beatles e Rolling Stones.
Vou reverenciar sempre o psicodélico woodstock.
De 1969, para um blog.
Chicletes, cuba-libre à esse horário,
obrigatório, e a minha palhetinha.
Política, fantasias sombrias.
Já que parece que ninguém liga,
apenas sentem afinal,
tudo passa.
Mas é como vazamento de gás,
todo dia uma explosão,
uma corrupção alarmante.
Não sei como tudo
ainda não foi pelos ares!
Depois dizem que roqueiros
é que são da pesada.
Projetos, propinas.
Tomara que as soluções
não venham tarde demais.
Lavagens de dinheiro,
corrupção ativa,
em duas bandas: -
A do bem e a do mal.
E a gente não pode fazer nada.
Em tempos amargos revivo tempos felizes.
Nas canções que tiro no violão,
não enfatizo que pra hoje,
vale qualquer coisa.
Tiro canções harmônicas,
nessa sequência de shows macabros.
Gigantescas desordens mundiais,
engolindo tranquilidades.
Todo mundo vai à loucura,
quanto muito, pedem desculpas.
Ninguém mais consegue fazer boa música.
Só sucessos comerciai$.
Somos simples vocalistas.
Todo mundo canta e grita sòzinho,
por exemplo:
- Vamos cuidar da natureza!
E por aí vai.
- Vamos acabar com a fome,
vamos doar agasalhos,
protejer os animais, etc, etc...
Pagodeando, sertanejando,
como se estivessemos num mundo
de mil maravilhas,
sem dar a volta por cima.
Os grandes, só querem
expandir seus negócios.
Poucos se empenham
em colaborar,
> contribuir mesmo
com a arte.
Então, não venham me chamar
de ultrapassada.
Sei que sou apenas uma poeta.
Que não sou uma poeta do tipo profunda.
Mas sou intensa e sincera.
Meu sonho "de consumo",
é um mundo de paz.
Aí sim, vou poder relatar
o antes e o depois,
viajando em sonhos de amor.
Um mundo,
onde intuições e afetos
sejam os lugares certos
às verdadeiras emoções.
Até visualizo, mas não vejo realizações,
de boas idéias.
Detalhe: Deixa rolar?
Não rezo aos deuses,
rezo a Deus.
Escrevo, nunca reescrevo.
Se exerço uma mínima influência,
se proporciono reflexões,
sei muito bem o que estou fazendo.
O mundo
é um ambiente pequeno, maluco.
Uma loucura conjunta.
Um palco pouco iluminado.
Tudo filmado,
tudo fotografado,
tudo preparado,
pra que continue assim, sempre igual?
Iniciamos o ano 3.000 há 11 anos.
Três milhões de caos antecipados.
Precisamos de escritores, compositores
e poetas.
Não os que não dizem nada,
não os que querem apenas agradar.

Cecília Fidelli.

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Cartão Poético - Vicente Spina.

Vicente Spina:
Um ser muito especial,
que me lembra Ramatís.
Um laço espiritual.
Uma alma comprida,
na verdade, sem tamanho.
"Pesa" em mim,
no bom sentido.
No melhor sentido.
Um homem. Com H.
Alguém que escolheu evoluir
com maior rapidez que outros,
e que sempre me levou na carona.
Vicente é sentimento
a todo instante.
Um ser que nasceu para ser
HUMANO.

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Idealizada pela Associação Casa Azul - flip.org.br

Bons presságios.

Exprimir de olhos fechados,
porque nossa linguagem
é muito pequena,
pra dizer sobre o que é abstrato.
Tais e tais estados da razão.
Comportamentos desajuizados,
que alcançam a máxima do amor.
Desajuizados?
Privilegiados.
Privilegiados,
abstendo-se das palavras,
fazendo o coração bater
sempre igual.
Como um sininho muito vivaz.
Tristezas?
Nada consta.
Só segredos no olhar.

Cecília Fidelli.

A união faz a força.

A união faz a força.


Rádio a pilha na roça.
Quando a noite cai,
dormem as galinhas.
Ovos para todos.
A produção fica tão longe daqui!
Alguém acorda cedinho,
não se afetando com a geada.
Baixas temperaturas,
almas geladas,
constatando
que muitos grãos morreram.
Plantios e colheitas.
Pelo mundo,
fomes produtivas.
Danos materiais
que representam
danos humanos.
Altos preços de mercado.
Períodos de estiagem,
períodos chuvosos.
Dificuldades
na secagem das lágrimas.
Boi gordo, boi magro.
Que as soluções
venham do Alto!
No mundo,
só nosso sustento
e nossa dignidade,
são as verdadeiras
propriedades.

Cecília Fidelli.

domingo, 3 de julho de 2011

Encontro

Encontro.

Vidas se cruzam.
Até aí, nada de mais.
O problema é por quê?
E por quê explicar é tão difícil?
Presta atenção.
Vidas se cruzam e descruzam.
Seguem juntas ou seguem
por diferentes direções.
Em alguns casos,
a união é de verdade:
- Cada um em uma ponta,
ligados por pensamentos de amor.
No meio, alguns nós,
que não desatam.
Mas, o importante,
é acreditar
que eles não existem.
Cecilia Fidelli

sábado, 2 de julho de 2011

Gatos e gatas.

Homens e Mulheres.

Isso é fato:
Um bom filme,
um copo de água,
um drink
ou um bom café.
Escrever uma carta...
Enviar um carinho,
alguns poemas,
e mil beijos.
O lado bom da vida
é expressar conteúdos íntimos
perfeitos, relevantes,
que realmente surpreendam.
Que não façam apenas imaginar,
mas ver e sentir.
Esquecerem-se numa paixão,
mas numa paixão verdadeira,
de maneira que se perguntem,
o que é que está acontecendo?
Plugar.
Plugar-se.
Sonhar com o essencial.
Sorrir, sorrir, sorrir,
por semanas.
Seguirem por uma estrada de estrelas,
rodeados de vagalumes.
Não há nada semelhante
a amar, amar, amar.
Sem cessar.

Cecilia Fidelli.

- Do livro: Não Perecíveis.

Ausência


Ausência.

Parece que a poesia

desaparece no inverno.
A saudade é mão que embala.
Ela não se apaga.
O coração chora fundo
e parece até que se renova.
Onde está a sua dor?
Mergulhada em uma longa espera?
Numa viagem de ida,
repleta de ruas tuas
tento encontrá-lo.
Virei a madrugada
tentando anestesiar a alma.
Sem nenhuma adrenalina,
numa nostalgia fria.
Sobrevida.
Não choveu estrelas.
A noite foi envelhecendo,
e eu fiquei assim,
sendo observada
pelos deuses das dores.
Isso eles fazem com primor.
Vagam sem gestos.
Difícil explicar as variáveis
que não levam

a nenhuma conclusão.
Como saudade funciona!
Como a loucura é crua.
Parece que é a noite das bruxas.
Episódios de delírios,
que trazem lágrimas como um rio.
Foi assim que elas rolaram.
Foi assim

que a melancólica noite
terminou.

Cecília Fidelli.

- (Publicado no Alternativo Cultural
Reviragita Poesia - Julho 1995).

Publicado no zine Marsupial - Marcelo Marat - Janeiro/2001.

A vida é um barco.
Desce rio abaixo.
Sobe rio acima.
Sentimentos, pensamentos.
Ilhas, ironias.
Palavras Ribeirinhas.
Sou canoa que desliza em sonhos.
Navego ou desaguo
em festas/funerais.

Cecília Fidelli.

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Coletânea Delicatta - Participe você também.

Inscreva-se no Projeto Delicatta.


ÚLTIMOS DIAS!

Por um valor de 3 de R$ 70,00
participe da publicaçao do livro
Antologia Delicatta VI,
receba 10 exemplares e concorra
a um total de R$ 6.000,00
em premios em dinheiro.

Datas dos eventos:

Dia 14/11/2011 -
Pre lançamento, Sarau e premiação: Itau Cultural.
Av Paulista, 149, a partir das 18hs.

Dia 15/11/2011 - Sarau e Tarde de autógrafos
na Livraria Saraiva Mega Store,
Shopping Center Norte a partir das 15hs.

Entre em contato.

Luiza Moreira.
- Editora Delicatta.

- htpp://www.antologia-delicatta.com/


Doce Prazer

Doce prazer ,
ao estar com a caneta,
para inventar teorias,
calcular teorema...

Talvez de amor,
paz ou guerra...
Talvez odio ,
sossego e desespero...

Não tenho belas paisagens,
mas pinto com palavras...
Histórias ou assuntos,
da vida humana.

E mesmo com fé,
sem amor nada somos.
E se não tiver o que falar ,
Não falo nada...

Marcos Punk Alencar

Sétima CãoMinhada de Santos/SP - 2011

A Cãominhada neste ano acontece no dia 3 de julho.
Em 2010, cerca de 20 mil pessoas compareceram
na avenida da praia em Santos, entre os canais 4 e 6.

Para participar da 7ª Cãominhada,
leve seu cão sempre com guia e coleira,
mesmo que ele esteja habituado a sair sem ela.
Os animais de grande porte e agressivos
devem utilizar a fucinheira para não assustar crianças
e animais menores.

Para as crianças haverá
apresentações teatrais e personagens infantis.

As primeiras 1.500 pessoas
que procurarem a tenda da TV Tribuna
e levarem ração para doação às ONG´S
ganham um potinho para comida
ou água com o logo do evento.

Vamos participar?